16
Out 12

À primeira vista Parade's End parece uma cópia de Downton Abbey, confesso que quando vi as primeiras imagens da série foi isso que pensei. No entanto a BBC, em associação com a HBO, é mais inteligente que isso e em vez de nos dar algo igual, como seria de esperar, dá ao espectador algo diferente.

Em primeiro lugar dá-nos a possibilidade de conhecer uma das grandes obras do século XX. Parade's End está em 57º lugar na lista da Modern Library's, mas infelizmente não tem tradução para português; isto começa a ser tão comum que já deixei de dar importância a este facto.

Como dizia no inicio há nas imagens da série qualquer coisa de Downton Abbey, mas isso acontece porque o período retratado é o mesmo, mas o único acontecimento em comum é ambas as séries mostrarem a Primeira Guerra Mundial.

Com argumento de Tom Stoppard, a partir do livro escrito por Ford Madox Ford, esta série é absolutamente brilhante.

 

Tudo começa com o casamento de Christopher Tietjens, um aristocrata e Sylvia. O casamento é motivado pela gravidez de Sylvia, contudo nem ela sabe se o filho que espera é do Tietjens ou do seu amante. Apesar a da dúvida, Christopher não hesita em casar com ela. Depressa percebemos que o casamento foi um erro e Sylvia é uma mulher má, fria e absolutamente detestável. Dois anos após o casamento Sylvia foge com um dos seus amantes.

Tietjens tem nesta altura todos os motivos para se separar dela, mas em vez disso espalha a noticia que ela foi cuidar da mãe que está numas termas na Alemanha. Pouco depois Sylvia, meia arrependida do que fez decide voltar e Tiejens aceita-a de volta.

O casamento continua embora a relação seja apenas de fachada. Tudo muda quando Tietjens conhece e se sente atraído pela jovem Valentine, uma sufragista. A partir daqui, o espectador começa a pensar se Tietjens continuará com o seu casamento, se terá um caso com Valentine, se Syliva morre miraculosamente...

 

A série tem alguns enredos secundários interessantes q.b e está recheada de grandes actores como Miranda Richarson, Rupert Everett ou Rufus Sewell, isto para não falar de Benedict Cumberbacth que dá vida a Tietjens e a Rebecca Hall que é uma Sylvia perfeita.

 

 

 

publicado por Vera às 11:50

pesquisar
 
Posts mais comentados
7 comentários
6 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
Visitas
web counter free
blogs SAPO